O que é a Zera Israel

O que é a Zera Israel

Zera Israel (Hebraico: זרע ישראל pronunciado [zeˈra jisraˈʔel], significando “Semente [de] Israel”) é uma categoria legal no Halacá, a lei judia religiosa, que denomina os descendentes sanguíneos dos judeus que, por alguma razão, não são legalmente judeus de acordo com critérios religiosos.[1][2][3]

De acordo com os judeus, a Halacá foi encontrada no tratado de Mishnah “Kiddushin” capítulo 3:

“כל מי שאין לה, לא עליו ולא על אחרים קדושין, הולד כמותה. ואיזה זה? ולד שפחה ונכרית”

Se um homem judeu se junta com uma mulher gentil e ela tem um filho, a criança será como a mãe- o que significa que a criança não é considerada judia.

Como determinado pela Halacá, um judeu é a criança de uma mãe judia. Além disso, a lei religiosa judia diz que a criança que nasceu de um pai judeu e uma mãe não-judia é considerado não-judeu (gentio) e não é obrigado a seguir as leis religiosas judias.

Tanto os filhos de um pai judeu e uma mãe não-judia assim como aqueles que os parentes de não-judeus possuem um status religiosos de não-judeus de acordo com a Halacá. Porém, existe um debate recente dentro do espectro judeu sobre a denúncia bruta de filhos cujos pais são judeus enquanto suas mães são não-judias.
O debate gira em torno dos aspectos sócio-culturais de suas vidas e levanta a questão de como eles devem ser tratados pelo judaísmo a respeito da conversão deles ao judaísmo e sua importância ao povo judeu.

O Livro de Esdras 9:2 diz;

“Porque tomaram das suas filhas para si e para seus filhos, e assim se misturou a linhagem santa com os povos dessas terras; e até os príncipes e magistrados foram os primeiros nesta transgressão.”

כִּי נָשְׂאוּ מִבְּנֹתֵיהֶם לָהֶם וְלִבְנֵיהֶם וְהִתְעָרְבוּ זֶרַע הַקֹּדֶשׁ בְּעַמֵּי הָאֲרָצוֹת

No nosso mundo de hoje, vemos vários exemplos desses colocados em questionamento em Israel, assim como na Diáspora. Em Israel, existem dezenas de milhares de israelenses russos com pais judeus que querem passar por uma conversão apropriada. Na diáspora, existem milhões de Marranos (também conhecidos como “Bnei Anusim”) espalhados por todo o mundo. B’nei Anussim, em hebraico, literalmente significa “filhos dos forçados” (filhos dos Marranos), termo que designa os descendentes de judeus que, na época da Inquisição, foram forçadamente convertidos a cristandade sob pena de morte cruel.

Na Península Ibérica, judeus forçados a se converterem ao catolicismo eram chamados de novos cristãos, anusim ou Marranos (de forma pejorativa), o que em espanhol significa porco. Nós também citamos o termo Cripto-Judeu, que é a pratica do judaísmo de forma secreta e que, publicamente, professa outra fé, externalizando o catolicismo.
Se sabe que no Brasil, cerca de 30% dos brasileiros possuem alguma ancestralidade judia. O que sobrou da influência judia no Brasil é demonstrada nos hábitos, tradições e vocabulário dos Marranos, que foram passados de geração a geração por mais de 500 anos. No nordeste do Brasil, muitas tradições judias continuam vivas e são feitas até sem saber o motivo ou terem sido distorcidas, algo como uma Lei Familiar.

Surpreendetemente, em Israel, a “Lei do retorno” diz que qualquer um com uma vivência ou origem judia (por exemplo, biologicamente), e não necessariamente alguém que é considerado (de acordo com a Halacá) judeu, tem o direito de passar pelo processo e se tornar parte da casa de Israel.

SHARE THE WORLD:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no google
Google+

‏‎Gilberto Venturas‎‏ ‏‎(Rabino Ventura)

Prof. David Passig

Prof. David Passig is a futurist, lecturer, consultant and best-selling author who specializes in technological, social and educational futures. He holds a Ph.D. degree in Future Studies from the University of Minnesota, Twin Cities, USA. Prof. Passig is an Associate Professor at Bar-Ilan University (BIU), Ramat-Gan, Israel, in which he heads the Graduate Program in Communication Technologies as well as the Virtual Reality Lab. Prof. Passig has consulted for many corporations as well as public and private sector institutes. He is the chair in one of his own FutureCode Ltd., which develops and employs tool-kits of computerized Futures methods in decision making processes. He is a co-founder of ThinkZ, Ltd., which develops IoT technologies. He has consulted in Israel, Asia, Europe South and North America. He has served as the chief advisor to the Commissioner for Future Generations in the Israeli Parliament. Among his many activities, he is a member of the Israeli National Council for Research & Development. His bestseller books are: “The Future Code,” “2048” and “Forcognito – The Future Mind”. Each has received Israel’s coveted Gold Book Award www.thefuturecode.com.

After filling in your details, an invitation will be sent to you by email